Conteúdo Coerente, Evolutivo e Claro
O Porque Fazer uma Limpeza Energética e Como Faze-la

O Porque Fazer uma Limpeza Energética e Como Faze-la

Diariamente, dentro das mais diversas interações, sejam elas através das variações emocionais que passamos, dos ambientes que entramos, das companhias físicas e extrafisicas que interagimos ou ainda através de outras exposições mais especificas, captamos as mais diversos tipos de bioenergia consciencial, por este motivo a necessidade de realizar uma limpeza energética.

Em todo o planeta, devido ao tipo de experiência deste projeto planetário, experimentamos bioenergias dos mais variados níveis de vibração, que são carregadas do que chamamos de PENSENE, sigla dentro dos estudos da consciência chamada de Conscienciologia para Pensamento Sentimento Energia”, onde a soma desses fatores qualifica o perfil energético que emanamos.

De modo contínuo criamos diversos tipos de pensamentos, temos as mais variadas reações emocionais e intenções onde, pela falta de conhecimento ou até falta de comprometimento com a própria evolução, deixamos de nos cuidar, proteger ou filtrar as exposições energéticas provenientes dessas interações.

Com o objetivo de realizar uma verdadeira Autoassepsia Energética ou, como a grande maioria das pessoas conhece, “Fazer Uma Limpeza Energética”, explicamos abaixo a melhor técnica para Limpeza Energética.

Nos tempos atuais deu-se o nome de “Circulação Fechada de Energias” para a técnica explicada abaixo, que já existe a centenas de anos, sendo reformulada e organizada por mentores espirituais em conjunto com o médium, doutor e professor Waldo Vieira, que iniciou e desenvolveu os estudos da consciência através da Conscienciologia.

Atualmente a técnica ganhou maior clareza em seus pormenores de características através de estudos realizados pela professora Nanci Trivellato, que renomeou a técnica para OLVE, sigla para Oscilação Longitudinal Voluntária Energética.

TÉCNICA DE LIMPEZA ENERGÉTICA

Nesta Técnica de Limpeza Energética são realizadas 6 manobras básicas:

1 – Fique ereto com os pés afastados. Feche os olhos. Deixe os braços caírem ao longo do corpo (soma) dirija o fluxo da bioenergia pessoal, pela impulsão da vontade, da cabeça até as mãos e os pés. Dê o comando mental para que suas bioenergias desçam do alto da cabeça para tronco e membros. Se você ainda desconhece o significado da bioenergia, não importa. As práticas persistentes demonstram a realidade energética para você. Se não sentir nada nas primeiras tentativas, insista mesmo assim.

2 – Traga de volta o fluxo da energia consciencial, através da vontade decidida, dos pés até a cabeça. Identifique então, através das suas vivências autocríticas, a direção do fluxo de energia de baixo para cima, contrário ao fluxo anterior. Leve toda sua atenção ao chacra coronário, no topo de sua cabeça e mantenha o foco pois,  a energia se acumula onde está nossa atenção. Concentre o máximo de energia no chacra coronário, no topo de sua cabeça.

3 – Após acumular energia no chacra coronário, inverta novamente o fluxo e através da vontade direcionada, faça com que a bioenergia se acumule agora nos plantochacras, os chacras localizados nas solas dos pés. Leve sua atenção para esta região de seu corpo e intencione que o máximo de energias se acumule nestes centros energéticos. Em seguida, inverta novamente a direção das energias e repita estes procedimentos 10 vezes, aproximadamente, sentindo e discriminando o fluxo da energia consciencial varrendo os órgãos do soma, dos plantochacras ao coronochacra e do coronochacra aos plantochacras alternadamente. Assim começam os desbloqueios e compensações da energia consciencial nos centros holochacrais.

4 – Você irá repetir a alternância da direção do fluxo de energia do topo da cabeça até a sola dos pés e vice versa. Aumente gradualmente a velocidade ou o ritmo da impulsão do fluxo da energia consciencial, por intermédio da força da sua vontade decidida, até que a velocidade seja tão intensa que não possa mais perceber a direção das bioenergias.

5 –  Você pode também aumentar a intensidade ou o volume do fluxo de energia consciencial, o qual passará a compor circuitos cada vez maiores e mais potentes, por dentro e por fora do corpo humano.

6 – Instale o Estado Vibracional através de sua intenção. Basta dar um comando mental como “Instalar Estado Vibracional”. Seu sistema bioenergético é dócil à sua vontade, basta concentrar-se nos movimentos que deseja dar à sua bioenergia. Assim que instalar o EV o fluxo e o circuito fechado desaparecem. Toda a psicosfera energética torna-se acesa, incandescente, luminosa, com a energia consciencial vibrante e magnética. Permaneça assim por alguns instantes e depois cesse o EV.

Durante o exercício pode ser que você sinta alguns incômodos, dores ou coceiras em partes de seu corpo. Em geral, isso pode significar um desbloqueio energético naquela região ou ainda uma catarse de um auto-desassédio.

Ao final do exercício o incômodo deve ter cessado. Caso tenha conseguido alcançar o estado vibracional, você deverá se sentir diferente em algum nível, seja físico, mental, emocional ou energético. Mas claro, nem sempre conseguimos alcançar o estado vibracional logo de primeira.

Conforme praticamos, com persistência e dedicação, vamos evoluindo e adquirindo melhor habilidade e, finalmente, o autodomínio energético.

Clique Aqui e Aprenda Mais Sobre Mobilizações Básicas Energéticad (MBE)

 

NOTA IMPORTANTE: Por se tratar de um trabalho de alta efetividade para auto-limpeza energética, essa técnica terá como resultado também a desconexão de qualquer vínculo energético fruto de assédio espiritual (obsessão), onde é de Extrema Importância a prática continua desta técnica, mesmo sentindo-se desestimulado(a) a realizar a mesma, pois esse será justamente um dos esforços dos assediadores para se manterem conectados a você.

 

ILUSTRAÇÃO

 

Carlos de Oliveira | Shietnar

Missionarios de Shan

Deixe seu comentário

Shietnar

Uma Consciência Encarnada com a finalidade de Experiênciar a Materialidade ajudando no Despertar Consciencial Terrestre
Fechar Menu